quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Entrevista - Adriana Vargas Aguiar

Vim apresentar para vocês uma escritora nacional, que já lanço alguns livros independentemente. As perguntas que seguem são relacionadas ao seu livro O Voo da Estirpe.





1 - Quem é Adriana Vargas Aguiar ?

A pessoa que mais convivo durante o meu dia; aprendi a ser minha parceira; a me acostumar com minhas manias (são muitas); a tentar conviver pacificamente com esta montanha russa ambulante que vive dentro de mim. Na maioria das vezes, ser a Adriana tem sido uma tarefa bacana, eu me curto, sabe; gosto das coisas que aprendi a descobrir em mim que até então eram desconhecidas, com o tempo, aprendi a ouvir mais, a observar melhor o mundo e as pessoas a minha volta, mas ainda trago aquela menina de tranças escondida, tomando sorvete e buscando um colinho. Aprendi muito com meus filhos; eles foram a minha escola; demorei em ser mãe; eles já tinham nascido e tempos depois me deram conta disso, hoje eles são a minha referência.

2 - Como a ideia para o livro surgiu?
Iniciei este livro em uma chácara; um local que eu havia escolhido para me retirar da correria e focar no que iria escrever. Nesta chácara de beleza incomparável, não havia luz elétrica, e escrevi o livro a luz de vela e à mão livre.

Muitas vezes vivi intensamente as personagens, familiarizando-me com elas, sentindo suas características, chorando e sorrindo com elas.

Ao terminar o livro, voltei para a cidade; minha casa sofreu uma inundação causada por uma enchente, e perdi todos os meus originais; tenho que recomeçar o livro me baseando no roteiro que havia guardado.

Quando já estava no meio do livro novamente, sofri um primeiro derrame – AVC, e novamente, me afastei de tudo para tratar de minha saúde; sofri o segundo derrame, e minhas esperanças estavam chegando ao fim, após ter perdido o meu emprego, meu casamento, o meu sorriso e meus amigos; encontrei-me sozinha em um mundo paralelo, retomei o livro, e através de uma inspiração vinda nem sei de onde, consegui me curar completamente, sem ter ficado uma sequela se quer.

Este livro me ensinou a voar junto com as suas personagens...

3 - Como chegou a escolha do título?
A escolha chegou com uma poesia que fiz para a personagem do livro, chamada, "Se eu pulasse da ponte..." A personagem precisava se libertar; viver o que ainda não tinha vivido; se libertar dos chavões e grilhões impostos pela sociedade como um meio útil de se viver; pela a ousadia e coragem de "Clarice", em busca de libertação, a escolha veio com o imenso desejo que ela tinha de voar, então ficou assim - O VOO DA ESTIRPE.

4 - O que deseja passar para as pessoas atráves dele?
Quero dizer que somos capazes de ousar; de viver intensamente sem nos preocupar com que o outro vai pensar sobre os nossos sonhos e desejos mais secretos; Clarice é uma dessas moças que aposta na liberdade que é em se viver intensamente, perdendo o medo, quando a vontade for maior e toma o comando da situação. Ela me ensinou a ter coragem para se viver; a enfrentar os desafios e olhar para mim de modo como jamais havia feito antes, sem medo do que vou ver e sentir. Clarice me ensinou a voar, e viver é somente para quem aprendeu a voar.
O livro nos mostra que isso é possível; que tudo que eu fizer, tenho que fazer apaixonadamente. Hoje mesmo, ao reler O VOO DA ESTIRPE, senti o mesmo sentimento que tive, quando o li pela primeira vez após o seu término, uma imensa vontade de chorar, pois a todo momento, o leitor terá a oportunidade de se identificar com a personagem em seu âmbito mais secreto. O livro transmite ao leitor o desejo de voar.

5 - Encontrou dificuldades para lança-lo? Se sim, quais?
Costumo dizer que ainda o estou lançando... Este é o meu desejo, que este livro seja lançado eternamente, não somente pela beleza de sentimento que existe nele, mas por todo o carinho que sinto por ele. As dificuldades encontro todos os dias.

Iniciar o lançamento deste livro foi algo movido pelo o desejo de fazê-lo dar vazão ao seu título - voar! Quando terminei de escrevê-lo, li e o queria somente para mim, naquele desejo contido de guardá-lo em meu baú de recordações, pois diziam sempre por aí - escreva um livro, tenha um filho e plante uma árvore; fiz todos os dizeres, e queria que fossem a minha relíquia; os filhos, criamos para o mundo, a árvore está a mercê dos acontecimentos naturais, e meu livro, ah! Infelizmente, este não pertence a mim, e sim, aos leitores; a composição da literatura brasileira e a todos que acreditarem em seus sonhos.

Dificuldades em relação aos aspectos objetivos foram muitas! E ainda são! Passei por vários "nãos" que não queria ouvir, e compreendi que precisava apenas aceitar, ou... Mudar! Era enfadonho sair com a minha relíquia debaixo do braço batendo porta por porta atrás de uma editora que desse importância ao meu tesouro, como eu dou... Difícil para um escritor ter o fruto de seu trabalho ser considerado como apenas mais um, no fundo, dentro de cada autor, sempre existe um "K" de ego que ao mesmo tempo que nos faz sofrer, nos envaidece; enfim, resolvi optar por uma publicação independente até que não se saia os resultados dos originais enviados. Tirei o ISBN e abri o clube dos novos autores; quer saber?
Para mim, os blogs literários é que me promovem no mercado, e tem mais, os maiores incentivadores, não são a grande editora que um dia eu quis beijar os pés, e sim, os meus leitores, que conhecem a minha escrita, e acreditam em meu potencial - pronto!
Deste modo, sou parte do mercado literário.

6 - Está trabalhando em algum novo projeto ou continuação de O Voo da Estirpe?
O VOO DA ESTIRPE é uma obra única; creio que macularia a sua essência em mudar o desfecho que o dei; mas tenho uma lista de novos roteiros para novos projetos. Procurei ajuda nos blogs, conversei com as nossas meninas literárias, investiguei sobre o mercado, e recebi muitas respostas assim - escreva o que vem de você! Siga o teu instinto e estilo de escrever, pois somente dá certo, aquilo que confiamos e sabemos transpassar ao leitor, e daí, nasceram muitos projetos que pretendo dar inicio assim que passar esta fase tão movimentada que está acontecendo com o CLUBE DOS NOVOS AUTORES, o qual sou coordenadora, e vivo, te juro, uma alegria que jamais imaginei em minha vida em vivenciar; acho que quando as coisas se acalmarem por lá, estarei pronta, a todo vapor para recomeçar o meu próximo livro no estilo que me caracteriza e gosto, viscerante, que fala de amor, paixão e essas coisas que amo muito.

7 - Deixe um recado para os leitores:
"Se não podem me ler; que eu me leia; que conheça os sobressaltos que interpõe esta ponte, e se ela não existir, que eu seja o engenheiro sagaz; determinado a cumprir com o meu objetivo, seja lá, onde estiver as ferramentas que preciso ainda encontrar para beijar os pés de Clarice Lispector; limpando o chão pelo qual passou Machado de Assis; lendo e aprendendo com o tão polêmico Nietzsche... Ah, Senhor, protetor dos novos e loucos autores, que esta chuva que refrescou a luta árdua de tantos molhe o meu telhado a ponto de encontrar a humildade necessária que não me fará algoz de minhas próprias ambições..." - Quero dizer aos leitores que a maior ferramenta para mudar o quadro da falta de leitura no País, são eles. Todas as vezes que escrevo, imagino em minha ignorância eterna ser lida, porém, e muito mais do que este fato, não estou apenas sendo lida, estou mostrando a minha alma.

Redes Socias/Contatos:

Twitter - @poetisaSph
E-mail - adrianavargas.ocadv@hotmail.com
Facebook - http://www.facebook.com/adrianavargas.ocadv
Blog - http://drisph.blogspot.com/
Fotolog - http://fotolog.terra.com.br/poetisasph
Orkut - http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=9372328030057750540&rl=t
Acesso aos livros - http://www.bookess.com/profile/adrianasph/books/
Livros no Skoob - http://www.skoob.com.br/livro/lista/Adriana+Vargas+de+Aguiar/tipo:autor/

Aviso da Autora:
Promoção dos meus livros - Compre um título e leve outro a sua escolha.
(Promoção válida para contatos através do meu e-mail pessoal)


Adriana quero agradecer a atenção, o carinho e a dedicação em responder minha entrevista. Lhe desejo muita saúde, felicidade e sucesso em seus sonhos e em sua vida. Obrigado!!!

E então o que acharam da entrevista? Beijokas Elis!!!

12 comentários :

  1. OLA FLOR!

    O melhor de tudo é o que penso e sinto, pelo menos posso escrever; senão, me asfixiaria completamente.

    OBRIGADA POR TUDO, FICOU LINDO!!!

    ResponderExcluir
  2. Adriana é um grande exemplo para todos os autores. Batalhadora, sempre seguindo em frente para alcançar seus sonhos como também sempre auxiliando os outros que seguem o mesmo caminho que ela. Os livros são a vida dela e merecem seres publicados e lidos por todos. Torcendo pelo sucesso dela e que editoras enxerguem o potencial da obras dela.

    Elisandra, eu gostei do seu blog. :-)

    ResponderExcluir
  3. Algumas pessoas podem não entender o nosso papel neste mundo, muitas vêzes nem mesmo nós entendemos e vamos fazendo algo para preencher o tempo. Mas no dia em que chega a inspiração é que devemos nos debruçar sobre o dom que temos e despejar tudo o que podemos, antes da nova estiagem.

    Que fique sempre para o nosso leitor, o nosso legado, como a própria Adriana diz, exposto visceralmente.

    Abraço e boa sorte!

    ResponderExcluir
  4. Olhe Adriana, a sua própria história de vida daria um romance pra lá de interessante. É um exemplo de luta, superação e vitória> Parabéns amiga! Bjs.

    ResponderExcluir
  5. O Clube de Novos Autores tem em Adriana Vargas de Aguiar um exemplo de força para continuar na luta.

    ResponderExcluir
  6. Oi Elis!
    Gostei da entrevista. Principalmente porque o tema do livro é viver sem medo. Acertar e errar, como deveria ser de verdade. Além, é claro, da história de superação da própria autora, depois de perder tudo e enfrentar problemas de saúde.

    Parabéns! Beijo!

    ~.~
    @nine_stecanella
    http://janinestecanella.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Adriana você é dez parabéns bela intrevista...
    Beijos
    Amandio Sales

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Elis,
    Adorei a entrevista da Adriana !
    Fiquei conhecendo um pouquinho mais sobre ela e sua história de vida literária.
    Ela é uma pessoa espetacular ! Jóia rara mesmo !
    E merece todo o apoio e carinho de todos nós...
    Bjs

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário!!!
Se tiver um blog, deixe seu link para que eu possa visitar!!